quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Lundu nº3 traz galinha guiné, metalinguagem e autocrítica por Anaíra Mahin



Imagens da revista Lundu nº3.

Feita no melhor estilo do-it-yourself ("formatinho", xerox pb, independente, 26 páginas, R$ 3) por Anaíra Mahin.

Cresceu com relação aos números anteriores, que têm o formato de bolso.

A revista tem apenas uma história, protagonizada por Guiné, uma galinha de angola estudante de ciências sociais.



Foi criada durante a edição recifense do 24HCD, um concurso global cujo desafio é criar a melhor HQ de 24 páginas, em até 24 horas. Anaíra participou, mas sua história não convenceu o júri do evento. Mesmo assim, publicou seu trabalho por conta própria, na Lundu.

O sufoco para Anaíra cumprir o prazo do concurso foi tão grande que ela dividiu isso com o leitor.


METALINGUAGEM POUCA É BOBAGEM

Os acessos de autocrítica torna o todo ainda mais interessante:


Para comprar um exemplar, basta escrever para anaira.mahin@gmail.com .

4 comentários:

araraíra disse...

Olá Olá,
Só hoje q vi q dib tinha escrito há muito tempo umas coisas de mim... é engraçado ver alguem dizendo d mim, e inda mais, de mim enquanto quarinista.
- "Autocrítica", "metalinguagem", tudo isso... - esclareço à crítica q a crítica q trago no quadrinho, 'cítrica vital evaporante', não tá resumida, num é só a mim... é uma reflexão pro meio. quando digo dos 'vícios de linguagem'- em alusão a 1 dos 2 temas propostos pelo hq24horas, "vícios e virtudes" - digo de tudo quanto é formato q se impõe como norma, inclusive os "quadrinhos". Paredinhas, tolhendo a liberdade de marcação q teriam essas pobres e avoantes personagens no palco papel... e q seria da guiné se vez ou outra num transitasse na folha branca, ou num avoasse da folha?! seria 'fraca'. Eu não curto cárceres impostos por outros a mim. Como a_gente, tento trabalhar esse sentimento em relação aos outros, ao outr@. Pois penso q só se dizendo de alguma forma é q se desengasga'. Num quero, de jeito nenhum, ver Guiné fraca...quero ela subindo aos céus! com micula e tudo mais.

Deyvid Galindo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Deyvid Galindo disse...

Que encontro maravilhoso! André Dib e Anaíra Mahim nesse mesmo canto. Um canto ao céu, a lua e o mar... André, bom lhe encontrar por aqui, meu velho. Bom ver suas produções e anunciações... Anaíra às vezes é um medo danado de ser "enquadrada". Então, paz e luz irmão nessas caminhadas, boas vibrações!
Abraço, Deyvid

Anaira Mahin disse...

amo-os.